Pular para o conteúdo principal

Como você está? A saúde da mãe no primeiro mês de vida do bebê

8 de abril de 2019

O primeiro mês depois de dar à luz pode ser uma experiência difícil para as novas mães. Por isso, é fundamental ter o suporte apropriado.

Background Image

A cada quarto de segundo, uma mulher dá à luz em algum lugar do mundo. São cerca de 353 mil novos bebês por dia e mais de 128 milhões por ano. Cada nascimento é um momento precioso. O ápice após nove meses de exames e cursos, preparações e planejamento.

E, logo após o parto, nosso foco fica totalmente voltado para o bebê e o seu desenvolvimento. Mas como fica a mãe após o parto? Esse também é um momento crítico para ela. É uma fase em que ela está exausta física e emocionalmente e, mesmo assim, precisa deixar isso de lado para se concentrar no recém-nascido.

Esse é um trabalho de 24 horas por dia, e muitas mães acabam se perguntando: "estou fazendo isso do jeito certo"?

"Não importa o quanto você era eficiente, precisa e racional antes de ter o bebê, você fica totalmente sem memória, perde o sentido do tempo… Fica um pouco paralisada."

– Giovanna, mãe há 10 meses

O primeiro mês é crucial

Nos primeiros meses após o parto, as mães podem se sentir perdidas, ansiosas e sobrecarregadas. A exaustão é algo comum. Quase 80% das novas mães sofrem com falta de sono, o que afeta a forma como elas pensam e lidam com esse processo. "Não importa o quanto você era eficiente, precisa e racional antes de ter o bebê, você fica totalmente sem memória, perde o sentido do tempo… Fica um pouco paralisada", explica Giovanna, mãe há 10 meses.

Em todo o mundo, aproximadamente 13% das mulheres que acabaram de dar à luz sofrem algum distúrbio mental, principalmente depressão. Nos países em desenvolvimento, esse número chega a quase 20%. E muitas das mães que sofrem de depressão pós-parto acabam não buscando ajuda médica. No Reino Unido, aproximadamente 58% das novas mamães não consultaram um profissional de saúde, muitas porque não compreendiam a condição ou porque temiam as consequências de relatar o problema.

Por isso, é fundamental que, nas primeiras semanas e meses após o parto, essas novas mães recebam a aprovação, o apoio e a compreensão de que precisam. Ainda que o foco seja a saúde e a felicidade do bebê, não podemos nos esquecer da saúde e da felicidade da mamãe.

Principalmente no primeiro mês após o parto, o "décimo mês", devemos nos lembrar de fazer uma pergunta importante à mãe: Como você está ?

P-OTH-BRA-0178-1-06-02-2019

Recomendados para você

Lucy Wills, a mulher que mudou a saúde das grávidas

 

Participe da conversa! #PodemosViverMelhor?
Vamos falar sobre os desafios de hoje e as soluções de amanhã

 

Voltar ao topo